Assessoria de Comunicação do CSSJD esclarece que não ocorreu ‘fura fila’ da covid-19 na instituição


Segundo informações da Assessoria de Comunicação do Complexo de Saúde São João de Deus (CSSJD), o funcionário Rubens de Souza Cabral, como foi compartilhado nas redes sociais, e noticiado também no Divinews, não furou fila de prioridades da vacinação contra a covid-19. Ele explica que a imagem que foi “printada” do seu Facebook, foi um teste de arte gráfica, para que os demais funcionários pudessem desenvolver uma campanha com o objetivo de registrar e demonstrar a satisfação dos profissionais daquela instituição em estarem sendo vacinados – Ainda, segundo o próprio assessor de comunicação, logo após a realização da análise de imagem, o post foi imediatamente retirado do ar. Contudo, segue explicando, a imagem teste foi logo copiada e disseminada como se de fato ele tivesse recebido a vacina, fato este que não aconteceu.

Rubens, reiterou que a imagem não reflete a realidade dos fatos,  e que ele seguirá respeitando todas as normas impostas pelos mais importantes órgãos da saúde, sejam eles do país, estado ou município, bem como as regras estabelecidas pela Fundação Geraldo Corrêa – Complexo de Saúde São João de Deus, que por sua vez, segue rigorosamente as orientações da Secretaria Municipal de Saúde do município, vacinando somente os grupos prioritários neste primeiro momento.

Reafirmou também não ser verdade que outros profissionais da Instituição, exceto os da linha de frente de atendimento à covid-19, tenham sido vacinados.

Finalizou sua explicação dos fatos se colocando à disposição para fazer os esclarecimentos que forem necessários, até mesmo exibindo os registros dos profissionais que de fato foram vacinados, comprovando assim a transparência do procedimento na Instituição.

2 comentários em “Assessoria de Comunicação do CSSJD esclarece que não ocorreu ‘fura fila’ da covid-19 na instituição

  • 27 de janeiro de 2021 em 11:49
    Permalink

    Ki gracinha, agora viu a força das redes sociais se cuidem

    Resposta
  • 27 de janeiro de 2021 em 08:54
    Permalink

    Um absurdo um funcionário gestor de uma instituição filantrópica fazer uma brincadeira com uma coisa tão séria, em meio a tantas mortes pela Covid.

    Resposta

Comentários

O seu endereço de e-mail não será publicado.

6  +  3  =  

PODCAST: escuta essa!!