Dentistas camelôs atacam nas calçadas de Divinópolis


Você sabe o que é um dentista camelô? Não? Então explicamos: são aqueles profissionais que trabalham, ou são proprietários daquelas clínicas populares, mais chique, modernosas,  que arregimentam distribuidores de panfletos, os vestem com um uniforme e eles vão para as calçadas da cidade não apenas distribuindo panfletos, mas quase arrastando alguns transeuntes para dentro das clinicas. E depois que entram em tais clínicas é difícil sair de lá, sem ao menos uma dentadura, se for o caso – Há alguns dias o Divinews recebeu uma reclamação da esposa de um homem, que é doente, dizendo que ele foi abordado na rua por um desses panfleteiros,  que segundo ela, o arrastou para dentro da clínica e ele só conseguiu sair de lá depois que assinou um contrato de prestação de serviço do orçamento odontológico que fizeram e o pagamento através de cartão de crédito – O editor do Divinews esteve no local e confirmou que existe panfletagem nas ruas abordando os transeuntes. 

Veja o texto enviado para o Divinews

“Geraldo vc sabe me informar com quem eu faço uma denúncia de uma clínica odontológica aí em Divinópolis esse pessoal fica na rua abordando as pessoas na rua e levar pra clínica e fica manipulando as pessoas pra assinar contrato com eles – Aconteceu ontem com o meu marido aí em Divinópolis”

“O meu marido falou com eles que não podia assinar nenhum contrato sem que eu saber, e eles não deixou ele me ligar”

“Vou te mandar ai: Na rua Goiás perto da 7 de setembro”

“Com muito custo eu consegui fazer que eles cancelar por que meu marido tem problema de saúde e não pode fazer p procedimento sem autorização do médico dele”

“Mais foi muito abusivo da parte deles ficar abordando as pessoas na rua e fazer isso minha sorte que entrei em contato com a Central do meu cartão de crédito e eles me orientou e me falaram que eles não podia fazer isso”

“Pediu pra mim entrar em contato com a clínica pra fazer o cancelamento porque eles tinha 12 horas de prazo pra fazer p estorno do pagamento, Eles fez isso porque eu ameacei a chamar a imprensa pra eles. É falei que ia levar eles na justiça”

“Por isso que estou entrando em contato com vc sei que vc é uma pessoa muito boa e experiente nessa coisa.   Pq é muito abusivo isso que está acontecendo aí em Divinópolis”

“Agente vai aí resolveu problemas e acaba sendo abordado por este tipo de pessoas na rua. Eles ficam com umas camisas laranjada”

 

19 comentários em “Dentistas camelôs atacam nas calçadas de Divinópolis

  • 18 de maio de 2019 em 17:46
    Permalink

    Passei nessa eskina tinham 4 jovens cercando 1 mocinha tentou me por pra dentro da clinica de todo jeito minha filha pequena tava chorando por birra uma delas pegou na maozinha dela e levou pra dentro da clinica me forçando entrar estressei e disse que eu realmente nao queria

    Resposta
  • 18 de maio de 2019 em 10:58
    Permalink

    Matéria interessante porém comete um pecado pela generalização

    Não vejo problemas nas clínicas dito “populares”, pois infelizmente muitos só conseguem realizar procedimentos com condições facilitadas mesmo, então é algo bom para a população.

    Para mim, o problema tem 3 pilares:
    1 – Na saúde que não é acessível a todos e muitos procedimentos são bem caros para a grande maioria da população, ainda hoje muitos (jovens) optam por extração porque não conseguem pagar um canal por exemplo.
    2 – A formação dos profissionais, pois existem bons alunos e bons profissionais e maus alunos e maus profissionais em todas as profissões.
    3 – No CRO que deveria fiscalizar e intervir nas clínicas que não tem qualidade e nos profissionais que não tenham qualificação para a função.

    Eu já tive sérios problemas com consultórios particulares e já fui muito bem atendido em uma clínica “popular” , então o problema não estar em ser uma clínica popular ou não e sim em prestar ou não um bom serviço aos pacientes.

    Resposta
  • 15 de maio de 2019 em 18:39
    Permalink

    Me explica como num pais totalmente falido as pessoas vao viver sem dinheiro.Todo mundo da palpite,Ninguem traz a solucao.

    Resposta
  • 15 de maio de 2019 em 14:08
    Permalink

    E o Cro ? Não era para fiscalizar ? Onde estão vocês ??? Vamos sair dessa mamata e do ar condicionado e vamos para a rua fazer fiscalização

    Resposta
  • 14 de maio de 2019 em 07:12
    Permalink

    A situação da Odontologia atual é em Divinópolis tem 2 faculdades de Odontologia novinhas, itauna tem uma, Bom despacho outra e na grande Bh várias, muito mais faculdades que muitos países de 1 mundo. Diferentemente do que alguns apregoam ai, os alunos saem sabendo uns 10% do que precisa saber , tanto é, que tem atualização pra profissional que acabou de formar, algo inconcebível pois se você formou recente deveria estar atualizado. A Odontologia é um curso caro pra montar consultório e as mensalidades dos alunos também onde muitos fazem Fies e ficam devendo aos bancos sendo escravizados por outros profissionais a custo de 10% do que fizerem no paciente. Nas clinicas pra ganhar muito só tem alguns caminhos: fazer muitos procedimentos por dia a maioria desnecessários e de péssima qualidade pois tem que soltar serviço e depois fugir das reclamações dos pacientes ou fazer a captação de dinheiro com as mocinhas nas ruas, fazer procedimentos proteladores pra entreter os pacientes e somar uma quantia em dinheiro e depois dar o cano em funcionários, clientes, fornecedores, aluguel e sumir do mapa vide outras reportagens na midia local sobre ate dentista preso. Nas universidades muitos professores não tem nome algum científico sendo escolhidos por indicações de amigos não por curriculo. Existem muitos mestrados e doutorados geralmente de Universidade Privada que são literalmente vendidos pois o unico requisito basico é pagar a mensalidade o resto tudo se ajeita e depois estes profissionais vão dar cursos em associações, clínicas ensinando o que nem sabem. Alem disso as clinicas trabalham com convenios que pagam uma mixaria pra procedimentos tipo de exemplo uma limpeza como os pacientes conhecem tem de 10 reais com o dentista ganhando 1 real vai fazer muita coisa boa na sua boca sendo que 10 reais, canal de dente 40,oo , extrair dente 20. Bom boa sorte aos aventureiros que ainda buscam formar na odontologia e aqueles que buscam tratamento nestes locais.

    Resposta
  • 13 de maio de 2019 em 20:26
    Permalink

    Sou formado há quase meio século! Vi o começo do fim da ODONTOLOGIA !!! É mt triste …outro dia pedi à uma ” colega” ( recém formada ) …se ela teria uma broca esférica para me emprestar . Após me trazer uma broca “cilíndrica ” ; mandou essa pérola: —- Pra mim , esférica , é isso ! 😱😱😱

    Resposta
  • 13 de maio de 2019 em 16:37
    Permalink

    O problema nem e dos cirurgiões,pois esses ,( se não fosse o crescente números dessas tais clínicas populares,q e sim,visam so o dinheiro) teriam oportunidade de estarem ou em seus próprios consultórios ou mesmo em algum outro consultório particular ganhando um salário merecido e com qualidade de trabalho.E não concordo em generalizar os recém formados,porq os mesmos em sua maioria são BM formados em boas universidades. Mas infelizmente acabam por falta de opção enfrentar um trabalho praticamente escravo nessas clínicas populares onde só os donos e em alguns casos os franqueado e quem lucram. Há um espantoso desrespeito com os clientes e com os profissionais.Mas com já foi dito ,o próprio conselho nada fz e por sua vez os governos tmbm nada fazem.

    Resposta
  • 13 de maio de 2019 em 11:17
    Permalink

    A culpa é do CRO de cada lugar
    A cobrança deles é só as mensalidades, o resto que se dane.

    Resposta
  • 13 de maio de 2019 em 09:54
    Permalink

    Realmente são assim, na esquina da rua Goiás com a Av sete de setembro, passo diariamente no local e de verdade é uma falta de respeito. São os toureiros. Olha, não sei se existe uma lei quanto a isso, pois nos camelôs não se pode fazer isso e acho q deveria ser assim pra todo tipo de comércio. Sei que lá ficam 2 meninas em cada esquina, ou seja do lado q vc vier elas te cercam, seja até mesmo dos outros lados da rua. Bom, se há lei pra isso, que a fiscalização seja feita rigorosamente, pois é de dar preguiça passar por ali.

    Resposta
  • 13 de maio de 2019 em 09:10
    Permalink

    O problema não é ser dentista recém formado e sim trabalharem apenas por dinheiro e sem o mínimo de respeito e ética profissional. O problema é que esses dentistas recém formados ou não, se sujeitam a realizar procedimentos que nao estão preparados para fazer, apenas pelo dinheiro que podem ganhar. Recém formado ou não nenhum profissional de nenhuma área sabe fazer tudo, mas se trabalhassem com ética e respeito poderiam ser sinceros e encaminhar os pacientes para alguem mais capacitado a realizar tal procedimento.

    Resposta
    • 13 de maio de 2019 em 13:24
      Permalink

      Tô passando por isso agora. Sa

      Resposta
  • 13 de maio de 2019 em 09:04
    Permalink

    Aqui em mg tem cidades de 100000 habitantes que concentram até 3 faculdades de odontologia.Tá um caos é dentista em cada esquina e as clinicas populares ja estão indo pra cidades menores de até 10000 habitantes.Sou dentista formado ha 18 anos e não sei mais o que fazer dentro da odontologia, acho que não tem mais jeito !!!!

    Resposta
  • 12 de maio de 2019 em 13:15
    Permalink

    Isso não é só em Divinópolis, no Rio de janeiro também várias e várias clínicas deste tipo .
    Isso é resultado de um país que transformou a educação em comércio, onde se abre faculdades em cada esquina, e que formam profissionais com o mínimo de conhecimento, que ficam batendo cabeça em um mercado de trabalho saturado.
    Além disso os conselhos das profissões que só visam a engorda do próprio bolso , não fiscalizando e deixando esse tipo de profissionais trabalharem desta forma, desvalorizando cada vez mais as profissões.
    Brasil !

    Resposta
    • 13 de maio de 2019 em 00:29
      Permalink

      Olha sou daqui de Fortaleza e aqui acontece a mesma coisa, só que não são os médicos que aborda a gente não,mas já tive experiência com uma clínica dessas que o pagamento é mínimo que dá pra classe mais baixa pagar, e sai com procedimentos mal feito, terrível o que se tornaram alguns profissionais, e meu ponto de vista é exatamente igual ao seu, é uma pena mesmo.

      Resposta
  • 12 de maio de 2019 em 13:02
    Permalink

    Que vergonha estudar tanto para isso!

    Resposta
  • 12 de maio de 2019 em 12:24
    Permalink

    Odontocompany é assim mas o pior é q sao dentista recem formados

    Resposta
    • 13 de maio de 2019 em 09:09
      Permalink

      O problema não é ser dentista recém formado e sim trabalharem apenas por dinheiro e sem o mínimo de respeito e ética profissional. O problema é que esses dentistas recém formados ou não, se sujeitam a realizar procedimentos que nao estão preparados para fazer, apenas pelo dinheiro que podem ganhar. Recém formado ou não nenhum profissional de nenhuma área sabe fazer tudo, mas se trabalhassem com ética e respeito poderiam ser sinceros e encaminhar os pacientes para alguem mais capacitado a realizar tal procedimento.

      Resposta
  • 12 de maio de 2019 em 12:04
    Permalink

    Culpa do CRO (Conselho de classe da odontologia ),não fazem nada ,não fiscalizam nada ,os dentistas pagam quase 500,00 por ano para um conselho parasita ,essas clínicas se proliferam de uma maneira assustadora sem nenhum tipo de fiscalização, isso é lamentável.

    Resposta

Comentários

O seu endereço de e-mail não será publicado.

COMENTÁRIO SEM IDENTIFICAÇÃO DO FACEBOOK