Mortos não têm sossego em cemitério de Divinópolis; bêbados violam sepulturas e vilipendiam cadáveres


O que está acontecendo no cemitério do centro, esquina da Rua Minas Gerais com a Avenida Paraná, que é de responsabilidade da Prefeitura, pode ser enquadrado no crime de violação de sepulturas, entre outros, até mesmo vilipêndio a cadáver, já que segundo relatos de familiares, o local está sendo invadido por pessoas bêbadas que estão lavando cachaça para dentro do cemitério e lá sentado sobre os túmulos, acabam de se embriagar, e constantemente estão roubando peças não apenas dos túmulos, como dos próprios funcionários, que acuados, com receio de retaliações não reclamam e nada fazem – Neste sábado (04), o Divinews recebeu a terceira denúncia sobre o assunto e seu editor resolveu ir ao local, por volta das 17 horas. Constatando que de fato, existem algumas pessoas que ficam nas imediações do cemitério tomando cachaça. E ainda conforme informações de pessoas das redondezas, é fato que isso acontece mesmo. E questionaram a razão do portão do cemitério ficar constantemente aberto, criando um ambiente propicio para que ele seja invadido por tais pessoas, que não são incomodadas pelos vivos, que com receio do lugar fúnebre, nem mesmo as autoridades policiais gostam muito de adentrar o local. “Então, eles fazem a festa, por que os vivos têm medo dos mortos”, afirmou um trabalhador das imediações – Outro contou que já viu um bêbado com um pedaço de osso humano na mão, brincando com ele.

Diante de tal situação, algumas pessoas que têm o hábito de visitar seus antes queridos, tem evitado de ir ao local, e uma dessas pessoas, foi o denunciante deste sábado.

O Divinews e a população aguarda posicionamento oficial da Prefeitura, através da Secretaria responsável pelo assunto. Cobraremos posição na segunda-feira (06)

Pinga

Donos da pinga

 

2 comentários em “Mortos não têm sossego em cemitério de Divinópolis; bêbados violam sepulturas e vilipendiam cadáveres

  • 5 de maio de 2019 em 13:22
    Permalink

    Tá difícil para os moradores da região ! Sexta feira ao meio dia dois deles se desentenderam e um pegou uma pedra enorme e tentou atingir o outro, que correu e entrou na Secretaria de Educação. A sorte é que era hora dos funcionários estarem entrando e impediram a agressão . Foi preciso 5 servidores pra segurar o homem, que vendo que não ia conseguir agredir, foi embora . O pessoal da SEMED precisou chamar a polícia ,já que o que ia ser agredido não queria sair de lá de dentro por nada, com medo !!!

    Resposta
  • 5 de maio de 2019 em 00:07
    Permalink

    E quem tem seus túmulos ainda paga caro por ano, e não tem nenhuma segurança, serve também de depósito de carrinho de lixo. Vergonha nossa cidade, também não tem prefeito!

    Resposta

Comentários

O seu endereço de e-mail não será publicado.

COMENTÁRIO SEM IDENTIFICAÇÃO DO FACEBOOK