EDITORIAL: Passou de hora, de lançar fora pesos mortos do Governo


É normal que em casos de tragédias iminentes, quer seja no mar ou no ar, para minimizar o risco de queda ou afundamento, o capitão do navio, ou o comandante da aeronave, isso quando dá tempo, ordene que os pesos mortos sejam lançados fora, em uma tentativa desesperada de conseguir salvar o principal, que são vidas e o próprio equipamento, quer seja um navio, ou um avião, não importando o seu porte.

E é isso que, passou da hora que o Prefeito Galileu Machado, como comandante em chefe de Divinópolis, precisa fazer. Lançar fora os pesos mortos de sua administração. Que os mais próximos identificam com facilidade. Não precisa ser nenhum expert em política local, um grande analista político, que após dois anos não consiga identificar corretamente que zeros à esquerda são esses. Que não contribuem em nada, ou se contribuem, é muito pouco o que fizeram. Passados 2 anos, 2 meses e 19 dias, não conseguiram mostrar a que vieram.

Ou o prefeito os façam sair da embarcação, quer seja aeronave ou navio, ou todos morrerão abraçados, não sobrará nem o próprio para contar história do sumiço do município em alto mar.

A essa altura todos estão curiosos para saber quem são os pesos mortos do Governo. Mas a maior dica, de quem são eles, estão nas prestações de contas das pastas que ocupam. Que realizações fizeram ao longo desses dois anos e pouco? Quem acompanhou todas as prestações de contas, os identificarão com facilidade. Já quem não acompanhou, não ficarão sabendo que, José Alonso Dias, o secretário de Desenvolvimento Econômico, foi o que mais nada fez. Exceto contar inverdades e florear fatos tal como em contos de fadas. Brincou o tempo todo de Desenvolvimento Econômico, fez “mise-em-scène” no cargo, e lamentavelmente o prefeito, até então vem caindo, que ele contribuiu alguma coisa para o crescimento da cidade, captando empresas e gerando emprego e renda para Divinópolis, no popular, não fez efetivamente nada, “neca de pitibiriba”. Quem tiver dúvidas é só ver o vídeo de sua prestação de contas realizada nesta última segunda-feira (18), no plenário da Câmara, mais parecia o personagem do Chico Anísio, Rolando Lero, de tanto “empromation”

E o que fizeram, o secretário de Cultura, Oswaldo André? E o secretário de Esportes e Juventude, Ewerton Dutra? Alguém conhece e sabe a função de Júlio César Belizário Campolina? Quem mais? Claro que tem mais!!

Pois é, Galileu!! Lance-os ao mar, para o navio não afundar. Passou de hora!!

 

7 comentários em “EDITORIAL: Passou de hora, de lançar fora pesos mortos do Governo

  • 21 de março de 2019 em 07:19
    Permalink

    quem é o secretário de transito? até hoje só vi aparecer os gerentes. se não fosse aqueles dois a settrans tinha parado.

    Resposta
  • 20 de março de 2019 em 13:40
    Permalink

    Divinópolis está cheio de pesos morto
    Vereadores
    prefeito
    deputado estadual
    deputado federal
    empresários

    Coitado da população de Divinópolis

    Resposta
  • 20 de março de 2019 em 13:32
    Permalink

    Se for tirar os pesos mortos da administração até o prefeito vai ter de sair.

    Resposta
  • 20 de março de 2019 em 12:31
    Permalink

    Aí salva só a dona Vera Prado,a única secretaria de caráter e moral!!!

    Resposta
  • 20 de março de 2019 em 08:49
    Permalink

    toda essa turma dessa secretaria devia dar lugar ao JOSE ELÍSIO ROBERTO BENTO LUIS FERNANDO ai sim a cidade teria condicoes reais de trazer boas empresas para gerar empregos para os cidadaos como isso nao vai acontecer pode fechar essa pasta

    Resposta
  • 20 de março de 2019 em 00:18
    Permalink

    E o secretário de agricultura?

    Resposta
  • 20 de março de 2019 em 00:12
    Permalink

    Kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk

    Resposta

Comentários

O seu endereço de e-mail não será publicado.

COMENTÁRIO SEM IDENTIFICAÇÃO DO FACEBOOK