Delegado da Policia Federal indicia vereador de Divinópolis e mais cinco pessoas por crime eleitoral em 2016


O Delegado da Policia Federal em Divinópolis, Benicio Cabral (foto), informou ao Divinews que o IPL 022/2017 que investigou suposto crimes eleitorais do vereador da Câmara de Divinópolis, César Tarzan foi concluído e será encaminhado para o Ministério Público Eleitoral de Divinópolis – Segundo o Delegado, forma indiciados o vereador e mais outras cinco pessoas, sendo dois assessores, dois acusadores e uma quinta pessoa que participou de boca de urna – Ainda, conforme Benicio Cabral, o vereador foi indiciado nas duas modalidades de boca de urna, uma é jogar santinho em profusão nas imediações de locais de votação, a outra é o próprio fazer a abordagem de eleitores; compra de votos; prestação de contas irregular; e o crime de concussão – O Relatório final do Inquérito, por ter ocorrido duas medidas cautelares de que o vereador mantivesse distância de um dos acusadores, a PF é obrigada formalmente a encaminhar para um Juiz, que vai proferir a decisão – 

O Delegado Federal está convencido de que houve sim, crime eleitoral, pois foram encontrados derrama de santinho em 12 escolas. Caracterizando que não foi casual, foi proposital. Assim como existem diálogos em WhatsApp, nos telefones que foram apreendidos que comprova a falsidade ideológica, assim como o crime de concussão.

 

Um comentário em “Delegado da Policia Federal indicia vereador de Divinópolis e mais cinco pessoas por crime eleitoral em 2016

Comentários

O seu endereço de e-mail não será publicado.

COMENTÁRIO SEM IDENTIFICAÇÃO DO FACEBOOK