Vereador e secretário de Divinópolis se desentendem em pleno pré-carnaval, e vira caso de policia


Como se não bastassem as brigas que ocorreram por alguns arruaceiros, logo após a folia oficial, já no último sábado(23) de um gordo pré-carnaval na cidade, que deveria ser momento de alegria, de pular e brincar, o Divinews teve conhecimento de que dois agentes públicos, o vereador Matheus Costa e o secretário de Esporte e Juventude, Ewerton Dutra, que em tese deveriam dar exemplos, mesmo não estando exercendo a função pública naquele momento, entraram foi em atrito, que acabou descambando para uma queixa crime na Delegacia de Polícia Civil de Divinópolis – O lamentável fato, começou anterior ao carnaval, na Câmara de Divinópolis quando após uma prestação de contas da secretaria de Esporte, o vereador desancou o secretário, quando, segundo o edil, ele teria dito que a Secretaria não tinha dinheiro, então Matheus, mandou fechar “aquela bosta”, e em seu pronunciamento disse ainda que Ewerton teria sido sarcástico com as perguntas feitas por ele – Quando Ewerton o encontrou casualmente no carnaval, segundo a versão do próprio secretário, com tom de brincadeira, teria xingado o vereador “Ô seu FDP, você me xinga em uma reunião, mas na  anterior me elogiou”. Conforme o secretário, Matheus teria se alterado e dito para ele, que ele, secretário, não conhecia a sua mãe, para xingá-lo de FDP.

Já a versão de Matheus, que também foi ouvido pelo Divinews, contou que “ele estava quieto no seu canto”, quando o secretário Ewerton chegou colocando o dedo no rosto dele, e disse: “Seu FDP você não foi homem comigo, não” e a seguir, o ameaçou, dizendo que ele, o vereador Matheus Costa, tem teto de vidro – Matheus continuou contando que não teria feito nenhum revide, que somente ao final teria dito que o secretário não conhecia sua mãe para xingá-lo de que ele era FDP. Quando foi informado pelo Divinews de que o secretário afirmou que disse o tal FDP por brincadeira, o edil falou que não tinha relacionamento com Ewerton para que ele brincar dessa forma. Matheus Costa, contou ainda que existem testemunhas para o seu relato, um seria o vereador Roger Viegas e a outra pessoa, solicitou que não lhe envolvesse na confusão por que era conhecida da família de Ewerton.

Nesta segunda-feira (25), o vereador Matheus Costa, procurou a Delegacia de Polícia Civil para prestar uma queixa crime contra o secretário, ele quer que o vereador prove os impropérios que lhe foram dirigidos e que a sua mãe, é de fato o que secretário disse, ao lhe xingar de FDP.

Já Everton reafirmou para o Divinews, o fato que já havia contado no próprio sábado, logo após o acontecido, ocasião em que ele estava em um dos blocos. “Não queria nada disso, foi apenas uma brincadeira. Não fiz nada do que ele está falando. Apena disse em uma frase coloquial que muita gente usa, até mesmo sem ter essas grandes amizades. Ele está levando o FDP com uma literalidade que não condiz com o tom que disse”.

Esta não é a primeira vez que Matheus Costa se envolve em casos polêmicos, e na própria secretária, quando em 25 de agosto de 2014, um outro veículo, o Portal Centro-Oeste, após investigação divulgou uma matéria que concluiu que ele era funcionário fantasma.

Posteriormente, em 2017, o Ministério Público, pediu a condenação de Matheus e de outros dois secretários, fato este que foi publicado na ocasião pelo Divinews. A investigação demonstrou que de uma carga horária de 1542 horas, o então réu, trabalhou apenas 147 horas e 5 minutos, sendo que 83 horas e 24 minutos foram abonadas em seu favor no período de 1º de janeiro a 1º de outubro de 2014. O MP pediu ainda que fosse devolvido cerca de R$ 105 mil reais referentes aos dias não trabalhados pelo servidor.

Veja outros polêmicos casos

Ex-candidato a vereador (Matheus Costa) é acusado de crime de racismo e injuria racial

Matheus Costa comete mais um crime hediondo – Estupra jovem de 24 anos em motel de sua propriedade – Está foragido da justiça

 

 

6 comentários em “Vereador e secretário de Divinópolis se desentendem em pleno pré-carnaval, e vira caso de policia

  • 28 de fevereiro de 2019 em 18:41
    Permalink

    Esse Mateus e um playboy cheio de bronca infelizmente colocaram este cara como vereador vergonha

    Resposta
  • 26 de fevereiro de 2019 em 09:29
    Permalink

    Esse cara é um otário de primeira categoria, envolvido em diversos problemas na cidade. Cleitinho errou a mão demais ao colocá-lo como suplente. Se eu soubesse que seria esse cara, jamais teria votado no Clietinho nem pra vereador. Aliás, esse sujeito deveria estar preso, isso sim, pelo o que fez em dezembro de 2016.

    Resposta
  • 26 de fevereiro de 2019 em 09:26
    Permalink

    Parabéns Geraldo,

    Divulga para a nossa cidade qual o resultado dos casos do suposto estupro, e racismo c/c injúria racial praticados pelo substituto do Cleitinho. Abraço.

    Resposta
  • 25 de fevereiro de 2019 em 23:28
    Permalink

    ESTES PROCESSOSCONTRAELE E SEM CONTAR QUE ELE QUANDO TRABALHOU NA SELT TIROU LICENÇA MEDICA E FOI PRA FESTA DE BARRETOS

    Resposta
  • 25 de fevereiro de 2019 em 22:04
    Permalink

    Parabéns Geraldo!
    Que bom você refrescou a memória do Divinopolitano mostrando quem é esse atual vereador que entrou no lugar do Cleitinho…
    Funcionário fantasma , e sempre envolvido em polêmicas em Divinópolis

    Resposta
  • 25 de fevereiro de 2019 em 18:32
    Permalink

    so o MARQUINHO CLEMENTINO sendo prefeito para por fim a essas brigas

    Resposta

Comentários

O seu endereço de e-mail não será publicado.

COMENTÁRIO SEM IDENTIFICAÇÃO DO FACEBOOK