Mal terminaram as eleições começaram os bochichos do processo sucessório para substituir Galileu em 2021


Com o resultado das eleições deste último domingo (07), o processo sucessório de Galileu Teixeira Machado prefeito de Divinópolis já está nas ruas. Começou mesmo neste mesmo domingo (07), após os resultados das urnas. E nesta segunda-feira (08), de ressaca eleitoral e moral abatida. Alguns nomes tradicionais do mundo político começaram a elucubrar se colocarão os seus nomes como potenciais candidato a prefeito. Porém, outros novatos embalados pela onda dos outsiders (indivíduo que não pertence a um grupo determinado), como foi o caso do prefeito eleito de Belo Horizonte, Alexandre Kalill e mais recentemente o candidato Romeu Zema, que virou em cima do Governador Fernando Pimentel e disputará o segundo turno para o Governo de Minas com Anastasia, também começaram a pensar em tal hipótese.  

Buchichos

O buchicho, ainda que prematuro é que, Fabiano Tolentino, não eleito para deputado federal e deixando sua cadeira na ALMG em 2019, poderá ser um desses postulantes, embora neste momento, ninguém se manifestará oficialmente.

Outro buchicho, vem do sonho da família Martins, com Bruce que não conseguiu ser eleito deputado federal ou Jaiminho Martins que não disputou as eleições estará fora do Congresso Nacional a partir de 2019.

Ainda há quem diga que Cleitinho Azevedo, mesmo eleito deputado estadual, com uma votação histórica, tem como mira final ser prefeito de Divinópolis, mas tem um mantra, “se o povo quiser”.

Com seus mais de 30 mil votos. E embalado pela popularidade de Bolsonaro, que ele chama de “mito”, Sargento Elton, poderá colocar o nome à disposição do Patriota. E tentar tornar-se não um prefeito interventor, mas um prefeito eleito pelo povo.

Porém, cogita-se nos bastidores que, Galileu Machado mesmo com 86 anos, está bem entusiasmado para, já com 88 anos de tentar um quinto mandato. Entretanto, até mesmo seu correligionários não apoiam essa ideias e dizem  “é ruim ein” – Querem ser herdeiros políticos dele.

Rejuvenescimento

Porém o seu próprio grupo político, nos cantinhos, pronuncia-se contra, o que consideram uma aventura desmedida e descabida, querem um rejuvenescimento do MDB, com nomes novos, quem sabe um outsider. O fato é que, os caciques do partido estão vislumbrando um outro cenário para 2020.

Empresários

Ao mesmo tempo em que o mundo empresarial também se movimenta querendo escolher um nome de consenso entre eles, para  isso as entidades de classes começam a articular prováveis nomes que desembocar em um outsider

 

 

 

Comentários

O seu endereço de e-mail não será publicado.

COMENTÁRIO SEM IDENTIFICAÇÃO DO FACEBOOK