Chefe da PF em Divinópolis desmente eleitores desatentos que criaram Fake News por inexistentes problemas em urnas


O chefe da Policia Federal em Divinópolis, afirmou em entrevista para o Divinews realizada na tarde deste último domingo, em consequências dos boatos que surgiram na internet, inclusive com a gravação de áudios e o envio de áudios através do WhatsApp, narrando erros nas urnas, que eles estavam interpretando como uma possível fraude contra o seu candidato, que era sempre o mesmo, Jair Bolsonaro, com os demais não havia nenhuma reclamação neste sentido, o Delegado Daniel Sousa Silva então explicou que eram os eleitores que estavam com dificuldade de manusear as urnas e isso já tinha sido comprovado pelo próprio Cartório Eleitoral, e que em uma determinação sessão, uma eleitora chegou a paralisar a votação para chamar a polícia e lavrar um BO, e em consequência disso foi instaurado um procedimento para apurar os fatos, já que outros eleitores tiveram que ficar esperando um longo tempo e ao final foi constatado que o problema era de dificuldades de manuseio da urna, não havia nenhum problema técnico com o equipamento.

O Delegado, já quase no final da votação, na tarde do último domingo, instruiu que as pessoas que tivessem tido problemas com as urnas fizessem uma ocorrência no próprio boletim da urna, mas se tivesse se sentido lesada e teria o direito de lavrar um Boletim de Ocorrência.

Dr. Daniel Sousa, na ocasião finalizou a entrevista desejando que todo o processo transcorresse com a maior tranquilidade possível.

 

 

Comentários

O seu endereço de e-mail não será publicado.

COMENTÁRIO SEM IDENTIFICAÇÃO DO FACEBOOK