Rombo da RBH em Divinópolis pode ultrapassar em média R$ 50 milhões de reais, pelos números apresentados pela Delegada


Em entrevista para o Divinews na tarde desta sexta-feira,  a delegada Adriene Lopes, de Delegacia de Estelionato e Orientação e Proteção a família, da Delegacia Regional de Policia Civil em Divinópolis, disse que foram lesadas cerca de 80 famílias e os valores médios das unidades habitacionais variam de 500 a 800 mil reais, embora tenha afirmado que ainda não pode precisar o montante do valor que a construtora lesou os seus clientes – Contudo fazendo as contas, é possível chegar ao estratosférico valor de R$ 52 milhões, basta multiplica 80 pela média de R$ 500 e R$ 800 mil reais, o resultado é o valor de R$ 52 milhões, isso se todas as unidades tiverem sido vendidas, e por esses valores   – Adriene Lopes afirmou que o caso foi descoberto quando os clientes da construtora começaram a procurar a delegacia  denunciando que os proprietários teriam sumidos e que o escritório da empresa estava fechado, e que os funcionários teriam sido demitidos por telefone, ocasião em que os donos da empresa disseram que não voltariam mais para a cidade – Hoje, sexta(14), a Delegada fez algumas oitivas de ex-funcionários da empresa, e recebeu algumas vítimas do golpe. A parente de um dos sócios que estava previsto para ser ouvida, já que segundo informações de fonte do Divinews, ela também recebia cheques dos clientes e os depositava em sua própria conta corrente de pessoa física, não apareceu.

O Divinews ouviu também o advogado, Victor Azevedo de Oliveira Santos,  que representa os interesses de 10 clientes que compraram apartamentos do edifício Lisboa, o único que  não foi feito ainda nada, sequer fundação da construção.   

Leia também 

ESCÂNDALO ESTELIONATO: Construtora RBH dá calote em dezenas de compradores de imóveis em Divinópolis

Comentários

O seu endereço de e-mail não será publicado.