Empresas denunciam na Câmara de Divinópolis que funcionários da VIVO cortam cabos das concorrentes na cidade


Foi realizada na tarde desta última sexta-feira (10), no plenário da Câmara de Vereadores de Divinópolis, uma reunião para apurar denúncias contra a empresa Vivo no município.  A reunião foi realizada ao pedido do vereador Roger Viegas, por meio da Comissão de Justiça da Câmara – Estiveram presentes várias empresas do ramo de internet e telefonia, que explanaram na reunião sobre os problemas vividos na cidade, após o início das atividades de instalação da internet via fibra óptica pela empresa Vivo.

De acordo com as empresas denunciantes, os funcionários contratados pela Vivo, para fazer a instalação da fibra óptica, estão cortando os cabos das demais empresas e deixando as mesmas com o prejuízo.

Segundo as empresas, o prejuízo tem sido grande pois os clientes ficam sem internet por um longo período e a empresa prejudicada tem que pagar pelo reparo ao cliente, que gira em torno de R$300,00 por cabo cortado. As denunciantes afirmam que o problema acontece diariamente em vários pontos da cidade.

A empresa KPL, que é a responsável pela manutenção da rede de iluminação pública, denunciou que as fiações das luminárias dos postes também estão sendo cortadas. Segundo o responsável da empresa, isso acontece pelo fato dos funcionários da empresa Vivo não possuírem equipamentos apropriados, e para não tomarem choque eles cortam a fiação, deixando o local sem iluminação. Denunciou também que em alguns casos está havendo até o furto desses fios.

Na reunião também compareceram representantes da Cemig, da Procuradoria da Prefeitura, da Settrans, Setor de Iluminação Pública do município. Todos apresentaram fotos para comprovação das denúncias e pediram por uma solução para o problema que tem se agravado a cada dia.

O vereador Roger Viegas, em sua fala, se comprometeu a elaborar um documento para que a situação chegue ao Ministério Público e algo seja feito pelas empresas lesadas. Foi feito ainda o pedido do contrato da Vivo com a Cemig, para autorização da mesma usar os postes da cidade. Uma nova reunião ou até mesmo audiência pública foi proposta pelo vereador, para que o problema seja resolvido com menor tempo possível, evitando assim mais prejuízos.

 

Comentários

O seu endereço de e-mail não será publicado.

COMENTÁRIO SEM IDENTIFICAÇÃO DO FACEBOOK