Mulher espera atendimento há 3 anos na fila da Secretaria de Saúde, critica vereadores; que se indignam com acusações


Por: Vitor Correia

 

A cidadã residente do município de Divinópolis, Maria Helena da Silva, 55 anos, reprova a atuação dos vereadores em relação à situação da saúde no município. Usando a Tribuna Livre na sessão ordinária da Câmara de Divinópolis, nesta última terça-feira (07), disse que está esperando desde 2015 na fila da Secretaria Municipal de Saúde (SEMUSA), por uma consulta médica, e ainda levou a discussão adiante fazendo questionamento sobre os pacientes que são transferidos das unidades de saúde local, para outras cidades. Dizendo que os vereadores estão omissos em relação a saúde.

Em entrevista ao Divinews, ela afirmou que os pacientes são tratados como objetos. “Eu fico revoltada, uma cidade grande como Divinópolis, tinha que ter um hospital público e dar condição para o povo aqui”, critica. Além de cobrar uma posição dos edis, solicitou que o atendimento médico seja digno. Ao final do discurso, ela deixou o plenário da reunião ordinária, o que incomodou os vereadores ali presentes.

O parlamentar Renato Ferreira se defendeu, dizendo tentar amenizar os problemas, considerando a obrigação da cidade em manter os hospitais em dia. Já Eduardo Print Junior, alegou que a Comissão de Saúde tem realizado um excelente trabalho e que o problema de transferência de pacientes não cabe aos políticos e sim ao Sistema Único de Saúde (SUS), questionando o desgoverno da atual gestão.

Segundo o vereador Adair Otaviano, cabe aos deputados tratar das reclamações feitas por Maria Helena. E avaliou a postura da tribuna  como incorreta, pois ele reafirma que o problema está no SUS e não no Executivo.

Comentários

O seu endereço de e-mail não será publicado.