Com dívidas de R$ 2,5 bilhões, Máquinas de Vendas dona da Ricardo Eletro deve entrar em recuperação extrajudicial


Mais uma grande varejista enfrenta dificuldades financeiras no país. A Máquina de Vendas, dona da Ricardo Eletro, deve anunciar a sua recuperação extrajudicial, de acordo com uma reportagem da revista Exame. A empresa teria dívidas de R$ 2,5 bilhões de reais e estaria planejando um acordo com seus credores até o final de agosto. Assim que oficializado o acordo, a empresa receberá um aporte de R$ 500 milhões do fundo americano Apollo, que deve se tornar controlador do negócio.

No ano passado, a empresa registrou um faturamento de R$ 5,5 bilhões nas suas cerca de 500 lojas no país, bem menos do que era registrado por volta de 2010, quando a varejista se fundiu com redes do Norte, Nordeste e até Sul do país, e com faturamento de R$ 10 bilhões. As fusões não deram o resultado esperado e desde 2014 a companhia registra prejuízos. De 2015 a 2018, foram fechadas mais de 600 lojas, mas as contas ainda não fecham.

Dívidas

Atualmente, a dona da Ricardo Eletro possui dívidas de R$ 1,5 bilhão com os bancos Itaú, Bradesco e Santander. Outro R$ 1 bilhão corresponde a dívidas com fornecedores, entre eles Samsung e LG. A falta de pagamento gerou outro problema: sem receber, fornecedores não entregam mais produtos às lojas, que, por sua vez, deixam de vender.

Recuperação extrajudicial

O processo de recuperação extrajudicial funciona como uma renegociação das dívidas da empresa fora dos tribunais. Na prática, esse é um processo mais rápido e simples.

 

Fonte: Yahoo

 

Comentários

O seu endereço de e-mail não será publicado.

COMENTÁRIO SEM IDENTIFICAÇÃO DO FACEBOOK