CLAUDIO: Tim Maritaca diz que Meire usa de má fé e hipocrisia na questão do pagamento do 13º salário para vereadores, Prefeito e Secretários


Segundo matéria da Folha Claudiense, a vereadora Meire do Zé do Juquinha, a irmã do prefeito que queria aumentar a folha de pagamento da Prefeitura em R$ 1,4 milhão, e liderou as manobras do Executivo na Comissão que discutia se sangrava ou não os cofres públicos do município, inicialmente assinou para receber o 13º salário, porém após o desgaste de sua imagem por defender os tais 26 cargos a mais, voltou atrás e está tentando jogar a responsabilidade do pagamento para o vereador Tim Maritaca, que diz que Meire está usando de má fé e pura demagogia. 

 

Reprodução da matéria da Folha Claudiense, na íntegra.

DEMAGOGIA PURA

Vereadora Meire assina para receber 13º salário e, após baixa na popularidade por conta do projeto dos cargos, volta atrás e joga bomba nas costas de colega vereador

O desgaste da imagem de Meire do Zé do Juquinha perante os eleitores de Cláudio, sobretudo após defender com unhas e dentes o projeto dos cargos de confiança, que graças à pressão popular não foi para frente, está fazendo com que a vereadora busque de todas as maneiras se justificar para o povo a qualquer custo, sem se preocupar em jogar a bomba nas costas de outros colegas vereadores.

Em recente pronunciamento a uma mídia local, quis forçar a barra e jogar o “abacaxi” nas mãos do vereador Tim Maritaca, um dos membros do bloco “Todos por Cláudio”, principal crítico dos projetos impopulares do prefeito Zezinho, que é irmão da vereadora.

Meire quis atribuir a Tim Maritaca, que falou à reportagem da Folha nesta tarde de quinta-feira (14), a intenção da Câmara receber um possível 13º salário a partir de 2018, requerimento este que a vereadora assinou e, após ver aumentar sua rejeição perante os eleitores, “procurar um para Cristo”: de preferência um vereador que é contra as ações do prefeito, a quem Meire é sua fiel escudeira.

“Demagogia pura e desespero querer atribuir a mim uma situação que não existe. Isso mostra que estou incomodando. Qualquer cidadão pode acessar o portal da transparência da Câmara e verá que nenhum vereador recebeu 13º salário, aliás, isso nunca existiu na Câmara”, disse Tim Maritaca.

E colocou a boca no trombone na sequência… “Diferentemente do seu irmão Zezinho, que recebeu em dezembro passado R$ 40 mil bruto em salário, representando ao pagamento de novembro e o 13º pago de maneira irregular, sem passar por Lei autorizativa, ou pela aprovação da Câmara. Além dele, vice e secretários do alto escalão também receberam. Está no Portal da Transparência. Todo mundo pode acessar”, disparou e convidou a população a se inteirar mais sobre isso.

O vereador, ainda na reportagem, declarou que Meire usa de má fé para tentar manipular a opinião pública, já que as últimas manobras da irmã do prefeito repercutiram muito mal perante os cidadãos. “É muita hipocrisia ela falar em economia agora. Até uma semana atrás, lá ela estava defendendo com unhas e dentes o projeto dos cargos proposto pelo prefeito, que custariam R$ 1,4 milhão por ano. Se não fosse o povo e a mídia, este projeto não seria modificado. Fico feliz em saber que estou fazendo o que é certo e está incomodando. Não vou mudar meu jeito de ser por conta dessas atitudes mesquinhas”, explicou.

Tim Maritaca finalizou dizendo que os incomodados com a força da população e do “Bloco Todos por Cláudio” estão usando da chantagem e de mentiras para tentar reverter o quadro de rejeição. “Faço um desafio: apresentem projetos realmente importantes para a cidade. Na área da saúde, segurança, educação, lazer… Chega de demagogia e de artimanhas para ludibriar o povo”, finalizou.

O vereador disse que está buscando um material que vai provar que Meire mentiu ao atribuir a sua pessoa sobre a situação de um possível pagamento de 13º na Câmara e que irá divulgar para que a população saiba quem realmente está com a razão.

Comentários

O seu endereço de e-mail não será publicado.

COMENTÁRIO SEM IDENTIFICAÇÃO DO FACEBOOK