Afonso Gonzaga se despede da Presidência da FIEMG Regional Centro-Oeste com balanço de realizações; empresário o indica para Governo


Na manhã desta última quinta-feira (24), durante um café da manhã e na presença de empresários, políticos e a imprensa, ao se despedir, Afonso Gonzaga fez um balanço sobre os seus 16 anos como presidente da Federação das Indústrias de Minas Gerais, Regional Centro-Oeste – Ouviu elogios à sua gestão e foi indicado para a política partidária, após substituição do Governo 

“Hoje, 24 de maio de 2018, encerra-se minha gestão à frente da FIEMG Regional Centro-Oeste. Há 16 anos, quando assumi este cargo, à frente do Sistema FIEMG, o então Presidente Robson Braga de Andrade e posteriormente, dando continuidade ao trabalho, o Presidente Olavo Machado, sabíamos das dificuldades e obstáculos que encontraríamos para transformar a unidade de Divinópolis numa entidade regional do porte da que temos hoje”

“Ao longo desse tempo, com o desejo de construir uma entidade e uma indústria mais representativa e forte, pautamos nossos esforços em três pilares fundamentais: educação profissional e competitividade industrial; Defesa dos interesses da indústria; e Desenvolvimento regional. Nossa gestão foi alicerçada no desenvolvimento e execução de projetos e ações que fortalecessem a economia do Centro-Oeste Mineiro, com intuito de aumentar os níveis de competitividade das indústrias, refletindo, de maneira singular, no desempenho de toda a cadeia produtiva da nossa região”

“No campo da educação, aumentamos de 02 para 14 o número de unidade SENAI na região. Dessa forma, levamos qualificação profissional às cidades de Arcos, Bom Despacho, Campo Belo, Carmo do Cajuru, Claudio, Formiga, Itapecerica, Nova Serrana, Oliveira, Pará de Minas, Santo Antônio do Monte e São Gonçalo do Pará. Foram investidos em obras e equipamentos mais de R$ 135 milhões, representando um custeio na ordem de R$ 36 milhões por ano. Nesse período certificamos aproximadamente 150 mil pessoas para o mercado de trabalho”

“Incentivamos a ampliação e o alcance dos Programas Cozinha Brasil e Escola Móvel que oferecem gratuitamente, cursos profissionalizantes e de formação continuada em diversas áreas, dando oportunidade para que cidade que não contam com unidades SESI e SENAI possam receber uma estrutura móvel completa para formação profissional autônoma. Desde o início dos programas, de 2005 a 2017, mais 26 mil pessoas foram certificadas em nossa região”

O agora ex-presidente da FIEMG, Gonzaga falou também sobre a vertiginosa mudança, da sede da federação, que ocupava um tímido espaço na Avenida Antônio Olímpio de Morais, esquina com a Rua Rio de Janeiro, para a atual sede. “Em 2008 construímos a sede da FIEMG Regional Centro-Oeste, local no qual atuam nossos Departamentos, conduzidos por profissionais que trabalham em defesa dos interesses da industrias, através dos serviços prestados pela entidade”

“Trabalhamos também a prospecção de novos mercados para a indústria da região, através de 39 participações em missões internacionais em todos os continentes, com as quais diversificamos os destinos das exportações dos produtos da Região e melhoramos a percepção internacional acerca das nossas empresas, possibilitando ainda o contato direto com parceiros de negócios internacionais, que auxiliaram na inserção ativa e competitiva das empresas do Centro-Oeste aos mercados estrangeiros, com o objetivo de geração de negócios, manutenção de contatos com potenciais clientes, prospectando novas tecnologias e conhecimentos”.

Ao término da apresentação, Afonso Gonzaga, ouviu vários elogios por sua gestão à frente da FIEMG. Porém, o que mais chamou a atenção foi explicitado pelo empresário Valdemar Amaral, Presidente da Rede de Supermercados ABC, insinuando, ainda no palco, que Afonso teria que se envolver na política partidária para dar sua contribuição direta para o município. Posteriormente em entrevista para o Divinews foi incisivo e direto ao dizer que tinha a fórmula de como poderia ocorrer a contribuição de Afonso para a cidade, afirmou:  “O nosso prefeito já fez muito para Divinópolis. Vamos colocar o nosso prefeito de licença, uma licença prolongada. Assume o vice-prefeito, de uma forma totalmente legal, e nós colocamos o Afonso lá como secretário de Governo, para fazer tudo para nós, ajudar a desenvolver nossa cidade. É uma forma rápida! E quem vai pagar o Afonso? É nós, não é a Prefeitura. Afonso tem que ganhar, sobreviver. Essa é a minha proposta, hoje para o município de Divinópolis”.

2 comentários em “Afonso Gonzaga se despede da Presidência da FIEMG Regional Centro-Oeste com balanço de realizações; empresário o indica para Governo

  • 25 de maio de 2018 em 18:35
    Permalink

    Quero parabenizá-lo pela competente gestão à frente desta honrosa Federação. O desenvolvimento de nossa cidade, das indústrias de nossa região, deve e muito as decisões que você como presidente, tomou embasado no conhecimento, na legalidade, na experiência, iluminado, tenho absoluta certeza pelo espírito santo de Deus. Nós cidadãos divinopolitanos e de toda região te agradecemos pelos dezesseis anos dedicados ao desenhevolvimento da indústria. Obrigado.

    Resposta
  • 25 de maio de 2018 em 18:09
    Permalink

    Muito bom!!!!

    Excelentíssimo administrador!!! Muitos anos à frente da Federação. A administrou tão bem como o fez com sua empresa Cofercoq. Todos os ex-funcionários o agradecem eternamente.

    Resposta

Comentários

O seu endereço de e-mail não será publicado.