Bandidos fazem gerente de agência bancária de Nova Serrana refém, como homem bomba


Conforme informações da Policia Militar, em 24/01/2018, a policia foi comunicada por parentes do  gerente de uma agência bancaria da cidade de Nova Serrana/MG de que ele não havia retornado do trabalho para sua residência, bem como que não estaria conseguindo contato com o familiar. 

 

Foram realizadas diligências em locais frequentados pelo desaparecido a fim de tentar localizá-lo, contudo, sem êxito. Haviam informações de que um veículo com placas da cidade de Ribeirão Preto/SP estaria monitorando o Banco do Brasil e a residência de seu gerente em data pretérita, situação que acenava uma possível ação contra agências bancárias, podendo se tratar da modalidade criminosa conhecida como “Crime do Sapatinho”. As viatura foram orientadas a realizar passagens periódicas próximas a agências bancárias e manter as atenções voltadas a veículos suspeitos na região. Nesta manhã, após intensificadas as buscas pelo desaparecido, este foi encontrado no interior da agência onde trabalha, sozinho, contudo com materiais, aparentemente “explosivos” presos ao corpo. Nenhum infrator foi localizado. O local está isolado/preservado e foram acionados militares do Batalhão de Operações Especiais da PMMG. Subcmte do 60º BPM, respondendo pelo comando se encontra no local.

A vítima,  relatou que foi abordado próximo a sua residência em Divinópolis/MG,  ficando toda a noite em poder dos sequestradores, que, a princípio, seria em número de 08 (oito) em algum local na zona rural. Vítima relatou ainda que conseguiu visualizar que foi utilizado um veículo VW/FOX, de cor escura, com numerais “88” na placa. Que ao amanhecer os autores prenderam “explosivos” em seu corpo e determinaram que seguisse em seu veículo próprio para o banco onde retiraria o dinheiro, sendo acompanhado pelos criminosos no citado “FOX”. Ao se aproximar da agência, pessoas que sabiam do desaparecimento do gerente entraram em contato com a PM que chegou rapidamente ao local, frustrando a ação dos autores. A princípio, os autores não acessaram a agência em nenhum momento. BOPE no local desde as 11h00min.

 

A Assessoria de Comunicação da 7a Região da Policia Militar, em Divinópolis também emitiu uma Nota Oficial sobre a ocorrência de Nova Serrana:

NOTA À IMPRENSA

SUPOSTO SEQUESTRO DE GERENTE DE BANCO EM ANDAMENTO (GERENTE LOCALIZADO COM EXPLOSIVOS NO CORPO)

Em 24/01/2018, quarta-feira, a Polícia Militar foi comunicada por familiares de um gerente de uma agência bancária, localizada na cidade de Nova Serrana/MG, que o referido gerente não havia retornado do trabalho para sua residência e que não estariam conseguindo contato com ele (gerente).

Foram realizadas diligências em locais supostamente frequentados pelo desaparecido, a fim de tentar localizá-lo, contudo, sem êxito. As viaturas da Polícia Militar foram orientadas a realizar passagens periódicas próximas a agências bancárias e manter as atenções voltadas a veículos suspeitos na região.

Nesta manhã, após intensificadas as buscas pelo desaparecido, este foi encontrado no interior da agência onde trabalha, sozinho, contudo com suposto artefato explosivo preso ao seu corpo, na região da cintura. De imediato a Polícia Militar isolou o local e acionou o apoio da equipe de militares do Batalhão de Operações Especiais da PMMG.

Segundo versão apresentada pelo gerente, que estava muito abalado, ele teria sido abordado próximo a sua residência na data de ontem, por volta de 18:30 horas, permanecendo toda a noite em poder de sequestradores, que, a princípio, seria em número de 08 (oito) infratores, que o levaram para algum local na zona rural.

A Vítima relatou ainda que conseguiu visualizar que foi utilizado um veículo VW/FOX, de cor escura, com numerais “88” na placa. Que ao amanhecer os autores prenderam “explosivos” em seu corpo e determinaram que ele seguisse em seu próprio veículo para o banco, onde retiraria o dinheiro, sendo acompanhado pelos criminosos no citado “FOX”. Ao se aproximar da agência, pessoas que sabiam do desaparecimento do gerente entraram em contato com a Polícia Militar que chegou rapidamente ao local, frustrando a ação dos autores.
A princípio, os autores não acessaram a agência em nenhum momento.

Os militares do BOPE da Polícia Militar adentraram no interior da agência bancária e conseguiram desativar os explosivos, retirando-os do corpo da vítima, liberando-a em segurança.
Ressalta-se que em princípio não foi levado nenhum montante em dinheiro (valor) da agência bancária.

Assessoria de Comunicação Organizacional da 7ª Região da Polícia Militar

 

Comentários

O seu endereço de e-mail não será publicado.