No penúltimo dia de 2017 acontece mais um assassinato em Divinópolis


Conforme informações de um morador da Lagoa do Mandarins, o 61º crime de homicídio, ocorreu na tarde desde sábado (30), quando foi executado um homem conhecido pela a alcunha de Pedro Mamão. E que, segundo o mesmo morador daquele local, há alguns dias ele teria tentado matar uma pessoa do bairro. Já outra fonte, afirmou que Pedro Mamão, escapou recentemente de um atentado contra sua vida, ocasião em que o tirou pegou de raspão. Desta vez, ele foi morto. 

 

ATUALIZAÇÃO DA POLICIA MILITAR ( RELEASE )

Homicídio consumado

Local: Rua Vander Lúcio Souza /Rua 0, B. Lagoa dos Mandarins, Divinópolis/MG.

Data/hora: 30/12/2017, às 17:23hs

Vítimas/autores:

– Pedro Henrique Ribeiro Silva, 21 anos, passagens por tráfico de drogas (morreu no local)

– T. X. C., 24 anos, passagens por tráfico de drogas, receptação, resistência, favorecimento real (socorrido com vida)

Descrição: acionada, equipe PM compareceu ao local do fato, onde deparou com a vítima Pedro Henrique, sem sinais vitais. Após levantamento de informações, foi feito contato na UPA também, onde havia outro envolvido. Segundo relatos de informantes, o autor Pedro Henrique foi até a casa do outro envolvido tentar matá-lo. Ainda segundo informantes, este outro envolvido seria o autor de homicídio tentado contra Pedro Henrique na data de 28/12/17. No local, Pedro Henrique teria efetuado alguns disparos contra o outro envolvido, vindo a alvejá-lo no tórax. Este outro envolvido também estava armado e teria efetuado alguns disparos em seguida, alvejando Pedro Henrique, que morreu no local. T. X. C. Foi preso em flagrante e permanece sob escolta policial no Hospital São João de Deus. Foi acionada Perícia Criminal que realizou os trabalhos no local do fato.

 

 

Um comentário em “No penúltimo dia de 2017 acontece mais um assassinato em Divinópolis

  • 31 de dezembro de 2017 em 10:51
    Permalink

    Este mundo é isso infelizmente… drogas precisa ser combatida em todos os CAMPOS, CT, CLÍNICA, HOSPITAIS, IGREJAS, SINDICATOS ETC.
    Para aprender a se drogar começa nos churrascos de família, depois bares e boates, depois Alqums encontros RELIGIOSOS.

    Porém a LEI e muito dura com quem tenta atuar na recuperação…a lei praticamente exige de um CT Centro de Tratamento um espar, os fiscais agem rigorosamente dentro da lei. A poucos dias eu assistia um jovem classe média alta.Por força da LEI teve que liberar lo para pegar laudo do SUS, estranho é que não recebemos verba pública. Foi a sua cidade UBERLÂNDIA.la cometeu 2 homicídios COVARDES… FORÇA DA LEI…

    Resposta

Comentários

O seu endereço de e-mail não será publicado.