Por IPTU, PMDB de Divinópolis ameaça vereador Delano Santiago de expulsão do partido; mas “esquecem” de Edsom Sousa


Vereador Delano Santiago (PMDB) foi comunicado oficialmente nesta última segunda-feira (18), através de um oficio, de que poderá ser expulso se não seguir as recomendações dos Direitos e Deveres da Disciplina Partidária contida no Estatuto da legenda. Que em seu artigo 9º item II, diz que é dever do filiado, defender o programa partidário e deliberação do Conselho Nacional e dos Diretórios, como das convenções – E ainda no artigo 10º, afirm que os membros e filiados do partido, mediante a apuração em processo em que lhes seja assegurada ampla defesa, ficarão sujeitos a medidas disciplinares, quando considerados responsáveis por:

I – Infração de postulados ou dispositivos do Programa, do Código de Ética ou do Estatuto, ou por desrespeito à orientação política fixada pelo órgão competente;

II – Desobediência às deliberações regularmente tomadas em questões consideradas fundamentais, inclusive pela bancada a que pertencer o ocupante de cargo legislativo e também os titulares de cargos executivos;

V – atividade política contrária ao regime democrático ou aos interesses do partido;

VII – Falta de exação no cumprimento dos deveres atinentes às funções partidárias.

O resumo da ópera é que, o partido nas entrelinhas, está determinando que o vereador vote favorável ao reajuste da planta de valores genéricos do IPTU, que está sendo negociado para ser votado na Câmara ainda neste ano, para passar a valer a partir de 2018.

Delano em entrevista afirmou que se houver brechas jurídicas, ele se sente liberado para votar conforme sua consciência, já se não houver qualquer tipo contraponto juridicamente à determinação do partido (PMDB), ele será obrigado a votar pela vontade do partido, para não perder o mandato.

Já o edil Edsom Souza, que tem sido um ferrenho opositor do seu próprio partido (PMDB), que o abrigou para que o mesmo conseguisse sair candidato a vereador. E que basicamente desde o início da legislatura tem travado uma guerra com seu companheiro de partido, o Presidente da Câmara, Adair Otaviano, não recebeu qualquer recomendação de voto. Nem em um pedacinho de papel de pão. Assim como, o próprio Adair Otaviano também não recebeu.

 

3 comentários em “Por IPTU, PMDB de Divinópolis ameaça vereador Delano Santiago de expulsão do partido; mas “esquecem” de Edsom Sousa

  • 20 de dezembro de 2017 em 20:36
    Permalink

    Quem o colocou vereador foi o povo e não o partido. O povo está com você! continue votando NÃO!

    Resposta
  • 20 de dezembro de 2017 em 08:44
    Permalink

    SRS LEITORES
    O Diretório Municipal do PMDB apenas recomendou aos seus vereadores que vote em conformidade com o executivo os projetos que aportarem na Câmara Municipal.
    Para tanto embasou esta recomendação dentro do que preceitua o Estatuto do PMDB conforme Convenção Nacional Ordinária de 12/03/2016.
    E esta recomendação foi protocolada no gabinete de cada vereador.
    Portanto a manchete não condiz com a verdade.

    Resposta
  • 19 de dezembro de 2017 em 22:15
    Permalink

    o presidente do PMDB neste ponto esta certo tem que haver disciplina porque senao vira uma algazarra mas tambem tem que chamar na regulagem o prefeito galileu ricardo moreira a raquel e todos do partido que apos ganharem um cargo nao deram mais as caras nas reunioes mensais do partido alem de tambem fazer justica aos filiados fidelissimos e verdadeiros guerreiros que travaram uma batalha politica para que no final de sua vida galileu fosse prefeito o novo presidente tem que varrer a TRAICAO do partido sem o qual nao havera governo pois estara amaldicoado

    Resposta

Comentários

O seu endereço de e-mail não será publicado.