Ex-vice-Prefeito de Divinópolis (Francisco Martins) publica texto em rede social rebatendo matéria publicada pelo Divinews


TEXTO NA ÍNTEGRA: “Oi amigos bom dia. Como estou aqui no grupo me sinto na obrigação de falar sobre a matéria do Divinews no qual o MP me indicia em um processo de improbidade administrativo, é muito triste você saber que você réu em um processo totalmente errado com valores alucinantes pela imprensa – O mais assustador é que ontem estive no fórum de Divinópolis com meu advogado e não consegui ver o processo, pois ainda não está disponível mas hoje estarei lá novamente – Sobre o processo não tem problema nenhum esse é o papel do MP e eu respeito, vou fazer a defesa de forma tranquila não tenho nada a esconder e vou ganhar a ação porque acredito na justiça – O que me assustou foi que sábado as 3:08 h o Sr. Geraldo Passos do Divinews me mandou uma mensagem com arquivos do MP será que é ético um promotor ou alguém de sua equipe passar documentos de um processo que corre em sigilo de justiça para imprensa com o objetivo de destruir um ser humano – A informação já estava no Divinews muito antes de estar no site do MP.  O objetivo é uma condenação sumária foi feito. Já fui político infelizmente se pudesse apagaria isso da minha vida mas sou um pai de família – O que foi feito e a forma que foi feito é desumano já fui condenado injustamente pela opinião pública. Já tinha sofrido outras difamações, mas igual está não, essa tá me matando por dentro é muita injustiça é muita maldade. E tenho que concordar as pessoas que queriam me humilhar conseguiram devem estar felizes pois a maioria das pessoas não sabem diferenciar indiciamento de processo entendem que é tudo culpado essa é a verdade – Espero que nenhum de vocês passem pelo que estou passando. E se eu for inocente e ganhar a ação o que vai adiantar. Sei que aqui o grupo é eclético e não quero que ninguém acredite em mim mas escuto muito falar em ética aqui, será que é ético você ser condenado por todos ou quase todos que leram a matéria do Divinews sem nem ser ouvido sem nenhum direito a defesa – Pretendo em um futuro breve quando tiver informações e se Deus me permitir poder falar sobre esse assunto e não tenho nada a esconder se alguém quiser pode até me ligar sem problema. Mesmo com todas as dificuldades vou trabalhar como faço desde os 9 anos de idade. Abraço e fiquem com Deus”.

O Divinews de antemão, em nenhum momento inventou fatos, apenas os reproduziu. Não emitiu opinião. Não está a serviço de ninguém, nenhum grupo político, até por que não pertence a nenhum. Não quer destruir nenhum pai de família e nenhum ser humano. O Divinews o ouviu sim, e em outra matéria vai provar que o ouviu quando ele disse ser uma oportunidade para provar a sua inocência. (Aguardem)

José Francisco Martins foi vice-prefeito de Vladimir Azevedo em seu primeiro mandato, ou seja de 2009 a 2012. Vladimir foi reeleito em 2012, porém com outro vice, Rodrigo Resende de 2013 a 2016. Chiquinho se afastou da política.

 

 

6 comentários em “Ex-vice-Prefeito de Divinópolis (Francisco Martins) publica texto em rede social rebatendo matéria publicada pelo Divinews

  • 11 de dezembro de 2017 em 11:33
    Permalink

    Me engana que eu gosto vcs dois acabaram com a cidade,agora vem dar de vítima

    Resposta
  • 8 de dezembro de 2017 em 21:58
    Permalink

    Vcs terão o q merecem ,o diabo ajuda a fazer ,mas não ajuda esconder …vcs políticos e ex políticos dão nojo …

    Resposta
  • 8 de dezembro de 2017 em 19:33
    Permalink

    ESSA DUPLA ACABOU COM A NOSSA DIVINÓPOLIS, OS PODRES DELES VÃO APARECER MAIS AINDA AGORA, O MP TEM QUE ATUAR MAIS NELES…

    Resposta
  • 7 de dezembro de 2017 em 20:48
    Permalink

    É sempre assim, na hora que os cambalajos aparecem ,são todos inocentes., pais de família e lembram que Deus existe, eu é queria esquecer quando você foi político, você é o Vladimir.

    Resposta
  • 7 de dezembro de 2017 em 18:46
    Permalink

    Tadinho! Compra uma asinha de anjinho pra vc!!! É sempre assim. Nao sabe de nada, nao fez nada, nao roubou nada! Concidencia, ficou rico depois do mandado. Morro de do dessas lagrimas de sangue

    Resposta

Comentários

O seu endereço de e-mail não será publicado.