CHUVAS EM DIVINÓPOLIS: sobe nível do Rio Itapecerica ( Veja vídeo )


As chuvas dos últimos dias em Divinópolis e no município de Itapecerica, que se acentuaram no início desta semana, com destaque para esta ontem,  quinta-feira (30/11) e hoje, sexta (01/12), com fortes pancadas, provocou consideravelmente o aumento do volume de água no Rio Itapecerica – O Divinews esteve na ponte, que liga o Centro ao Niterói e registrou o fato – Conforme informações do Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais, órgão ligado ao Ministério da Ciência e Tecnologia, a previsão até o dia 7, ou seja, durante toda semana, é nublado com pancadas de chuva, muitas núvens com curtas aberturas e pancadas de chuva localizadas que poderão ser fortes e vir acompanhadas de trovoadas a qualquer hora do dia. 

3 comentários em “CHUVAS EM DIVINÓPOLIS: sobe nível do Rio Itapecerica ( Veja vídeo )

  • 5 de dezembro de 2017 em 11:40
    Permalink

    É muito provável que não teremos cheia significativa do rio Itapecerica que se dá entre cada 7 a 9 anos, embora ocorreram cheias nos anos de 2008 e 2012, num intervalo de apenas 4 anos. O período de precipitação chuvosa 2017/2018, iniciou praticamente no final do mês de novembro e possivelmente finalizará entre os mês abril e início de maio com as chuvas paulatinamente reduzindo na sua intensidade. O pico chuvoso ocorre a partir da metade do mês de dezembro, onde tem se notado as incidências de cheias, nos últimos anos. Os intervalos nas precipitações de chuvas, evita o acumulo de águas fluviais e possibilita o escoamento das águas pluviais que chegam ao rio. Notoriamente, as chuvas que caem em Divinópolis ajudam mas, não são responsáveis pela cheia do rio. O importante é o que acontecesse em termos de volume na precipitação chuvosa, nas cidades de Itapecerica (e região), Oliveira, Cláudio, Carmo da Mata e São Sebastião do Oeste. É fantástico e considerável a quantidade de cursos d’águas existentes nestas cidades e que chegam até o rio Itapecerica. As águas vindas destas cidades, é que causam a cheia do rio Itapecerica, com históricas ocorrências de trombas d’água principalmente na região da cidade de Itapecerica. É importante frisar a falta de iniciativa, de criatividade, de projetos e de vontade política, dos nossos gestores públicos quanto a importância de captar as águas das chuvas e direcioná-las para o lençol freático. Quase todo volume de chuva que cai na área urbana, é direcionado para as redes pluviais, com a intenção de se livrar da água que perde sua importante função. Com isso, o lençol freático não é devidamente abastecido e no período de estiagem o nível das águas subterrâneas caem drasticamente. Isso, acaba que incide na formação de nascente, na extinção de algumas, no nível dos córregos e consequentemente nos níveis dos rios. A impermeabilização das áreas urbanas tem dificultado a infiltração das águas pluviais no solo e embora proposto, nada é feito no sentido de criar alternativas que capacitam ecologicamente as casas, as praças e ruas com projetos para captar e absolver as águas que vem em forma de chuvas para cumprir o ciclo que a natureza determinou.

    Resposta
  • 4 de dezembro de 2017 em 19:13
    Permalink

    Mesmo com as chuvas não podemos, nos esquecer da COPASA e continuar cobrando, melhorias no abastecimento de água do município.

    Resposta
  • 3 de dezembro de 2017 em 12:17
    Permalink

    Esta chuvendo muito na cidade de itapecerica a populaçao tem que ficar alerta com as engentes as agua sobe rapidamente

    Resposta

Comentários

O seu endereço de e-mail não será publicado.