Dr. Delano mostra caos da UPA Divinópolis no primeiro dia da Operação Tartaruga; edil pergunta ao secretário: “onde você colocou R$ 24 milhões”


O médico e vereador Delano Santiago (PMDB), amanheceu está terça-feira (14), dentro da Unidade de Pronto Atendimento – UPA Padre Roberto. Munido de uma câmara, ele constatou in loco, o que já havia previsto em diversos pronunciamentos usando a tribuna da Câmara de Divinópolis, em reuniões ordinárias da Casa – Delano simplesmente “meteu o pé na porta” e adentrou no local e mostrou a UPA como ela não deveria ser, ou seja, pacientes espalhados pelos corredores como se fossem enfermarias. Em uma degradante situação, de pessoas que guardam por atendimentos nos corredores, alguns há mais de 16 dias.

Entre as inúmeras e graves irregularidades encontradas, está a distância de um leito do outro, que é proibido pelo CRM, por que um paciente pode ser infectado pelo outro, dado a proximidade. Delano ao ver a situação quase teve uma sincope nervosa, e explicou que eles estão fazendo isso para ganhar mais espaço, sem se preocupar com outros aspectos.

O vereador observou também a questão dos leitos, isolados, que não estão nada isolados, as cortinas estão abertas.

Outra situação levantada por Delano Santiago, é que independentemente do quadro clinico do paciente, eles são colocados em uma maca, dura, sem colchão, e ficam dias e dias em cima de basicamente um ferro revestido de uma camada fina de espuma.

O edil conclamou que os pacientes se vierem o secretário de saúde ou o vice-prefeito, o peguem pelo pescoço, por que as situações são miseráveis para os pacientes e para os médicos que ganham salários de três em três meses.

Delano levantou a grande possiblidade que os pacientes correm em serem medicados de forma trocada, por que como os leitos estão nos corredores, basta que eles invertam de posição e podem ser medicados.

“Eu não estou falando da Somália, do Rio e de São Paulo, estou falando de Divinópolis”, afirmou o vereador Delano que continuou sua fiscalização, sem que ninguém da administração tivesse “coragem” em abordá-lo.

6 comentários em “Dr. Delano mostra caos da UPA Divinópolis no primeiro dia da Operação Tartaruga; edil pergunta ao secretário: “onde você colocou R$ 24 milhões”

  • 20 de novembro de 2017 em 19:48
    Permalink

    Assim como ocorre sempre no nordeste do Brasil, e quero estar errado com o meu pensamento em relação a esta denúncia do vereador e médico, que com coragem de fazer um vídeo denunciando à corrupção e o descaso do prefeito com a saúde, esteja sendo mostrado bem próximo às eleições de 2018.
    É louvável tal atitude do vereador, mas fica a pergunta: Por quê somente agora esta denúncia e não antes, tinha que ser agora? Tal atitude faz a gente pensar o que acontece no nordeste de nosso país, onde pessoas estão à mingua morrendo e os políticos da região nordeste fazem moeda de troca com a falta de água, prometem e não cumprem ou seja, usam a estratégia política para se beneficiarem com a desgraça alheia. (Afirmo quero estar errado com o meu pensamento) Para mim está dando um ar de sinceridade e honestidade, porém disfarçado. Seria bom que essa denúncia fosse feita muito antes, afinal de contas esse descaso já vem ocorrendo há muito tempo. Porquê agora este vídeo da denúncia? As eleições de 2018 estão logo ali!!! Será isto?

    Resposta
  • 20 de novembro de 2017 em 11:16
    Permalink

    ESTA IGUAL A CIDADE DE BELA VISTA DE MINAS AQUI EM MG, SÓ QUE A SITUAÇÃO É DIFERENTE, TEM SUPOSTOS DESVIOS FRAUDULENTO DE VERBAS DOS SERVIDORES, E OS VEREADORES SOBRE FISCALIZAR, NÃO SABE O QUE É ISTO, SÃO UNS BANANAS, ACHAM QUE FORAM NOMEADOS PELO PREFEITO, MUITO BEM MEDICO E VEREADOR DESTA CIDADE.

    Resposta
  • 19 de novembro de 2017 em 08:19
    Permalink

    Dr. Delano está expondo as viceras de um sistema excludente, falido e podre! A situação é antiga, o médico com sua coragem e isenção só está tornando público!

    Resposta
  • 17 de novembro de 2017 em 13:44
    Permalink

    tem gente que so fala babozeira nos comentarios isso e problema do governo estadual e federal e nao de prefeito ,pois se o governo repaasa a verba da saude como que se resolve o problema ,va se informar primeiro…

    Resposta
  • 15 de novembro de 2017 em 00:44
    Permalink

    Isso e bom para o povo de Divinópolis aprender pq já passaram por isso antes quando galileu era prefeito e o pronto socorro era no centro os funcionários público ficaram mais de três meses em greve por falta de pagamento mim lembro bem dessa época tive q ir na radio pedir medicamentos pro meu filho pq a farmacinha não abria por causa da greve

    Resposta
  • 14 de novembro de 2017 em 19:18
    Permalink

    Bela pergunta cadê o dinheiro que era para estar aqui…..lembrei a culpa passa a ser do antigo prefeito… é mais fácil!!!Agora me respondam pq o CRESST faz atendimento clínico a servidor somente com pedido de vereador sem noção da legalidade…!!!! E os outros!!!! A insalubridade continua ilegalmente paga a Aux enfermagem e técnicos até o scaniar exames digo atestados..que vergonha e de lá saem relatório s p cortar dos outros…kkkkk

    Resposta

Comentários

O seu endereço de e-mail não será publicado.