Vereador diz que valores propostos para IPTU estão fora da realidade de Divinópolis; Porém condomínios fechados pagam ninharia


O vereador Eduardo Print Junior (SD) que junto com outros vereadores participou da reunião com o Prefeito Galileu Machado, na manhã desta segunda-feira (02), no Centro Administrativo, afirmou que os valores propostos pelo executivo, diante da atual situação econômica do país, está fora da realidade – Print entende ser sim necessário fazer a revisão, contudo, segundo ele, a “pancada proposta será muito forte. O reajuste que vimos a população não tem condições de pagar” lamentou o edil – O edil comparou o valor do IPTU do Jardim Copacabana que é de R$ 88 reais, com alguns imóveis de alto luxo do município que o valor são 86 reais. Contudo, quase todos os moradores do Jardim Copacabana se enquadram na categoria de cota básica e pagam R$ 17 reais, por que o imóvel é menor que 150 m2 e o ganho salarial da maioria não ultrapassa 1,5 salário mínimo, somado ao fato deles não terem outro imóvel – Na reunião foi demonstrado que existem muitas distorções na cobrança do IPTU, e uma das maiores, que chega ser uma aberração comparativa, e há algum tempo é comentada a boca pequena na cidade, é quanto aos valores que são cobrados em condomínios de luxo, como por exemplo o Condomínio Greenvile, mais conhecido como Condomínio dos Médicos, algo em torno de, entre R$ 30 e R$ 50 reais. Assim como no Condomínio Ville Royale, Condomínio Liberdade, e bairros nobres, como o Sidil com suas várias mansões.

4 comentários em “Vereador diz que valores propostos para IPTU estão fora da realidade de Divinópolis; Porém condomínios fechados pagam ninharia

  • 18 de outubro de 2017 em 22:01
    Permalink

    Acho que a prefeitura tem que se preocupar mais com as obras a ser feita na cidade e não almentar o iptuem tempo de crise.trabalhar mais e falar menos

    Resposta
  • 18 de outubro de 2017 em 21:57
    Permalink

    Vc tem que preocupar mais com o serviço municipal e não almentar iptu em tempo de crise

    Resposta
  • 4 de outubro de 2017 em 06:27
    Permalink

    Acho que o que tem que ser fiscalizado, são construções não declaradas. Que pagam IPTU sobre lotes.

    Resposta
  • 4 de outubro de 2017 em 06:24
    Permalink

    Eduardo, acho que seus dados devem ser verificados, porque apesar de morar em um condomínio fechado, minha casa é pequena e longe de ser uma ” mansão”, como existem muitas em vários bairros da cidade e pago um absurdo de condomínio, que chegou a quase R$2.000,00 esse ano.

    Resposta

Comentários

O seu endereço de e-mail não será publicado.

COMENTÁRIO SEM IDENTIFICAÇÃO DO FACEBOOK