Empresa de transporte intermunicipal (BRAULINO) transporta passageiros igual gado


O passageiro Thiago Santos, indignado como os passageiros da linha intermunicipal, Divinópolis x Carmo do Cajuru, contou que na noite deste último domingo (11), o ônibus saiu de Divinópolis superlotado, com umas 30 pessoas em pé, segundo ele, “em uma viagem relativamente longa e que haviam crianças e idosos também em pé” – O passageiro avaliou que, com o número de passageiros que estavam em pé, era possível que a empresa Braulino tivesse colocado um ônibus extra e não  colocar em risco a vida das pessoas que foram em pé, trafegando em uma rodovia que tem um índice considerável de acidentes.  Ele finaliza testemunhando que é normal acontecer isso todos os domingos – O Divinews entrou em contato com a empresa, contudo, até o fechamento da matéria, os responsáveis pela empresa não entraram em contato com a redação – O fato é que, segundo informações no site da ANTT (Agência Nacional de transportes Terrestre) é permitido que as empresas transportem passageiros em pé, desde que a linha seja caracterizada como semi-urbana, até 75 Km, como é o caso de Divinópolis – Cajuru – Divinópolis – Uma lei totalmente equivocada, como se os acidentes só ocorram após os tais 75 quilômetros. Além da falta de respeito, dado ao monopólio da linha que liga os dois municípios, os passageiros que andam em pé, estão totalmente vulneráveis, sem segurança alguma em caso de um acidente, mesmo sem maiores consequências externas, ele podem se machucar internamente, dentro do ônibus.   

Veja alguns trechos da comunicação do usuário da linha:

Ontem o ônibus estava superlotado. Teve uns 30 que foram em pé de Divinópolis para Cajuru. Tanto na parte de trás como também na frente. Tinha gente em pé até na roleta, esperando para passar e não tinha jeito. É uma viagem relativamente longa para ir em pé. E tinha crianças, idosos. Tirei 2 fotos. Vc tem interesse em fazer essa denúncia?

Acho que as pessoas não merecem ser tratadas assim.

Dava para ter colocado um reforço porque tinha passageiro o suficiente para inclusive gerar lucro.

Estava segurando meu filho de 6 anos que também estava em pé, espremido.

Comentários

O seu endereço de e-mail não será publicado.