OPERAÇÃO DA POLICIA FEDERAL em Divinópolis, Nova Serrana, Carmo do Cajuru, Bom Despacho e outros municípios para coibir roubo de veículos


Divinópolis/MG – Na manhã de hoje, 31/8, a Polícia Federal em Divinópolis/MG, com o apoio da Polícia Civil de Minas Gerais, deflagrou a Operação “RESGATE”, para coibir crimes de adulteração, clonagem, receptação, furto e roubo de veículos, além de falsificação de documentos. Estão sendo cumpridos 133 mandados judiciais em 15 municípios mineiros (Divinópolis, São Sebastião do Oeste, Carmo do Cajuru, Nova Serrana, Bom Despacho, Itaguara, Brumadinho, Igarapé, Ibirité, Mário Campos, Sarzedo, Mariana, Betim, Contagem e Belo Horizonte), além de um mandado em Rio Verde/GO. Todos os mandados judiciais foram expedidos pela 3ª Vara Criminal da Justiça Estadual de Divinópolis, sendo 70 de busca e apreensão, 15 de prisão preventiva, 16 de prisão temporária e 31 de condução coercitiva. A maior parte dos mandados estão sendo cumpridos pela Polícia Civil de Minas Gerais, tendo em vista a atribuição e expertise para identificar ilícitos dessa matéria.

A investigação, que teve início em outubro de 2016, possibilitou a realização de diversas prisões em flagrante; a recuperação de vários veículos adulterados, furtados ou roubados; a identificação de organizações criminosas responsáveis por clonagem de veículos roubados/furtados; e, também, a identificação de desmanches e receptação de peças. Durante a investigação, a parceria com as Polícias Militar e Civil foi decisiva na realização de levantamentos e identificação de locais utilizados pelos criminosos.

Além da identificação de uma organização criminosa em Divinópolis, a investigação se estendeu a outras duas organizações formada por pessoas da região metropolitana de Belo Horizonte/MG. Uma delas seria responsável por falsificar documentos de Certificados de Registro de Licenciamento de Veículos, que seriam repassados a compradores de carros clonados. A outra atuaria nas cidades de Ibirité, Brumadinho, Mário Campos e Betim e seria especializada em furtos e adulteração de veículos, que seriam repassados a diversos desmanches, ferros-velhos e lojas de autopeças da região metropolitana de BH, Divinópolis e outras cidades mineiras. Assim, foi possível constatar que as três organizações, a princípio independentes entre si, supostamente mantinham contatos, para consecução dos ilícitos acima descritos.

Todos os presos serão encaminhados para a Superintendência da PF em Belo Horizonte e para a Delegacia da PF em Divinópolis, onde prestarão depoimento.

Fonte: Comunicação Social da Polícia Federal em Divinópolis/MG

Comentários

O seu endereço de e-mail não será publicado.