Mais de 5 toneladas de frutas e verduras são entregues no PAA


Nesta quarta-feira (30), uma variedade de alimentos, como tomate, alface, repolho, cebolinha, feijão, mexerica, banana, mandioca, abóbora e pimentão, entre outros, começaram a ser distribuídos e entregues para entidades do PAA. O Programa de Aquisição de Alimentos, retomado na terça-feira (29), teve balanço positivo.

O trabalho de recebimento, separação e distribuição desenvolve-se na sede do programa, anexa ao pátio da Prefeitura, no bairro Espírito Santo. A avaliação é do prefeito Galileu Machado, ao informar que 5.564 quilogramas de frutas e verduras foram adquiridos pela Prefeitura de produtores da Agricultura Familiar. “Além de darmos vazão ao que é produzido nas comunidades, comemoramos o fato de que todo o alimento será encaminhado a casas de recuperação, creches, asilos e escolas infantis da Prefeitura”, disse.

O programa é resultado de parceria com o Ministério do Desenvolvimento Social Agrário. “Esta era uma prioridade que tínhamos. Queríamos colocar o PAA para funcionar o mais rapidamente possível”, afirma o vice-prefeito Rinaldo Valério, que também acompanhou de perto todas as etapas de formalização do convênio.

Produtores também comemoraram. Ivair Martins Ferreira, produtor de tomate, abóbora e vargem na região de Córrego Falso, disse que a compra do produto agrega ao volume que é negociado. “O mercado está muitas vezes saturado, e o programa é uma ótima alternativa”, disse, descrevendo à reportagem por que o PAA ajuda a desmistificar a ideia de que Divinópolis não tem agricultura forte. “São muitos pequenos produtores, e, juntos, ajudamos a alimentar a cidade”, comemora.

Bernardo Silva, 30 anos, filho de produtores rurais, saiu do campo para estudar. Hoje é psicólogo. O perfil poderia retratar a história de jovens provenientes da zona rural que buscam realização nas cidades.  Mas Silva ajuda a engrossar a estatística da vocação agrícola de Divinópolis. Consultório, por enquanto, nem pensar. O psicólogo deseja manter a tradição da agricultura familiar. Hoje, foi um dos produtores que mais entregaram alimentos ao PAA. “Estou muito feliz com a opção que fiz”, disse.

Pelo convênio, R$ 468 mil em alimentos de produtores cadastrados serão adquiridos nos próximos meses. O projeto é coordenado pela Secretaria Municipal de Agronegócios (Semag).

Comentários

O seu endereço de e-mail não será publicado.

COMENTÁRIO SEM IDENTIFICAÇÃO DO FACEBOOK